Fotos e pontos turísticos de Ponta Grossa

Principais atrações de Ponta Grossa

Ponta Grossa está localizada na região dos Campos Gerais no Paraná. Ela se destaca como uma cidade com raízes no tropeirismo. Seu complexo de atrativos naturais, históricos e culturais proporciona aos visitantes oportunidades múltiplas de lazer, cultura e turismo.

A influência da imigração europeia é marcante na cidade e está registrada nas fachadas de prédios e casarões antigos. A beleza natural da região é impressionante, Ponta Grossa guarda Vila Velha, um cenário produzido pela natureza durante 300 milhões de anos, que atrai visitantes de todo Brasil.

Entre os inúmeros pontos turísticos de Ponta Grossa estão:

Parque Estadual de Vila Velha – é formado por trilhas no labirinto de arenitos onde encontram-se formas esculpidas pela água e pelos ventos. Entre as formações mais populares estão a Taça e o camelo. No Parque também estão as Furnas, que são grandes crateras com aproximadamente 100 metros de profundidade com lagos em seu interior, e a Lagoa Dourada, que ganhou este nome devido à cor da água durante o por do sol.

Buraco do Padre – é uma furna e sua formação é como uma espécie de anfiteatro subterrâneo. No seu interior está uma cascata de 30 metros de altura formada pelo rio Quebra Perna. O local recebeu este nome por ser os padres jesuítas dirigirem-se ao alto do platô para concentração, meditação ou descanso.

Cachoeira da Mariquinha – localizada a 30 km do centro da cidade e é um dos principais pontos turísticos da cidade. A queda d’água, de 30 metros, fica em meio à mata nativa e o local é ideal para quem gosta de acampar em meio à natureza.

Cânion e Cachoeira do Rio São Jorge – o rio desliza por várias formações rochosas. A Cacheira tem cerca de 25 metros de altura e um cenário deslumbrante.

Parque Margherita Masini – inaugurado em 28 de outubro de 1999 o parque conta com trilhas, parquinhos e quiosques. A flora do local é bem diversa e é um verdadeiro refugio natural dentro da cidade.

Mansão Vila Hilda – patrimônio histórico da cidade, o casarão foi construído em 1926 por Alberto Thielen. A construção recebeu o nome de sua mulher, Hilda Thielen. A casa, de estilo arquitetônico eclético, apresenta pinturas que retratam paisagens de origem europeia e também locais.

Estação Saudade – construída em 1899 tem uma estrutura imponente. Originalmente servia como posto para a passagem do trem internacional que ia de Itararé, em São Paulo, até o Uruguai. Em 1990, foi tombada como patrimônio Cultural do Paraná.

Catedral de Santana – a nova Catedral Sant’Ana foi construída em 1978, depois da antiga catedral de 1825 ser demolida. A atual matriz de Sant’ana , edificada em arquitetura moderna com belíssimos vitrais em acrílico, possui no seu piso inferior uma cripta com ossários. A Catedral situa-se na Praça Marechal Floriano Peixoto, que também abriga o monumento à Bíblia e o monumento ao Sesquicentenário da cidade.

Parque Histórico de Carambeí – o Parque é composto por Casa da Memória, Vila Histórica, Parque das Águas, Centro Cultural Amsterdam e Parque de Exposições.

Cine-Teatro Ópera – construção dos anos 40 hoje reecebe grandes eventos musicais e teatrais.

Complexo Ferroviário – inaugurado em 1894 era local do embarque e desembarque de passageiros da Linha Férrea Paraná. Em 30 de Maio de 1990, todo o conjunto foi tombado pelo Patrimônio Histórico. Em 7 de Setembro de 1995, foi inaugurada a Casa da Memória, que é um espaço permanente para exposições de temas históricos.

Mosteiro da Ressurreição – fundado em 1981 o local é uma comunidade de monges beneditinos. Os monges produzem licores, velas artesanais, peças em cerâmica, pinturas em diversos materiais e paramentos litúrgicos.

Capela Santa Barbara – suas origens datam do início do século XVIII. O local é um dos marcos da colonização portuguesa no Paraná. Hoje ela simbolicamente representa o início de todo processo de ocupação dos Campos Gerais.

Igreja Nossa Senhora do Rosário – construção datada de 1852 esta localizada no Largo do Rosário. Foi reformada em 1950. Arquitetura em estilo romântico, destaque para as pinturas do altar-mor simbolizando os três Mistérios do Rosário, feita em 1961 pelos artistas húngaros, Américo e Eva Makle, nas paredes laterais existem ainda dois altares e mosaicos bizantinos representando a via-sacra.

Os pontos turísticos de Ponta Grossa podem ser conhecidos com transporte gratuito oferecido pela Fundação Municipal de Turismo. Todas às quintas-feiras, um ônibus parte da cidade ás 14 horas e oferece a opção para conhecer um dos cinco roteiros estabelecidos, entre religioso, industrial, histórico-cultural, natural e alternativo.

Ponta Grossa 1

Ponta Grossa 2 Ponta Grossa 3

Ponta Grossa 4 Ponta Grossa 6 Ponta Grossa 7 Ponta Grossa 8





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *